segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS

Observe as seguintes palavras:

escol-a
escol-ar
escol-arização
escol-arizar
sub-escol-arização

tempo
tempo-ral
tempo-rizar
tempo-rão

cas-a
cas-ebre
cas-arão
cas-inha

feliz
felic-idade
in-feliz
feliz-mente
in-feliz-mente

RADICAL – informa o significado da palavra. É a parte invariável.


                 PREFIXOS – antes do radical
 AFIXOS
                 SUFIXOS – depois do radical


                            NOMINAIS – informam o gênero e o número dos nomes. Ex: lind o s / lind a s
DESINÊNCIAS
                            VERBAIS – informam o modo, o tempo, o número e a pessoa dos verbos:
                                                Ex: brindá sse mos


VOGAL TEMÁTICA: vogal que, nos verbos, une o radical às desinências e indica a conjugação a que pertencem.
                                  Ex: Cant a mos
                                        Faz e ndo
                                        Part i a

TEMA: parte constituída pelo radical e pela vogal temática.

PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS

DERIVAÇÃO – consiste em formar uma palavra derivada, a partir de outra, chamada primitiva.
a) Derivação prefixal: acréscimo de um prefixo. Ex: Infeliz
b) Derivação sufixal: acréscimo de um sufixo. Ex: felizmente
c) Derivação parassintética: acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo. Ex: infelicidade
d) Derivação regressiva: quando há eliminação de morfemas (desinências, sufixos, etc) no final da palavra.
                                          Ex: falar = fala / combater = combate / pular = pulo
e) Derivação imprópria: ocorre quando há mudança no sentido e na classe gramatical da palavra.
                                  Ex: O monstro do filme não é tão feio. / Houve um comício monstro.
                                             Subst.                                                                                  Adjetivo

                                         O jantar está servido. / Vamos jantar?
                                              Subst.                                       Verbo


COMPOSIÇÃO – formar palavras por meio da união de dois ou mais radicais.
a) Composição por justaposição: não há alteração. Ex: quinta-feira / pé-de-meia / couve-flor
b) Composição por aglutinação: há alteração , há perda de alguns sons nas palavras componentes.
                 Ex: planalto (plano + alto) / embora (em + boa + hora) / aguardente (água + ardente)

ONOMATOPÉIA – palavras que reproduzem aproximadamente alguns sons. Ex: pingue-pongue / tique-taque / zunzum / cacarejar / miar / latir

ABREVIAÇÃO, SIGLAS E ABREVIATURAS – consiste em apresentar as palavras de modo resumido, para economizar tempo e espaço na comunicação falada e escrita.
a) Siglas – AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) ; OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) ; ONU (Organização das Nações Unidas)
b) Abreviação – as palavras são reduzidas. Ex: moto (motocicleta) / foto (fotografia) / quilo (quilograma) / pneu (pneumático)
c) Abreviaturas – p. (página) / RS (Rio Grande do Sul) / R. (rua)

ATIVIDADES:
1) A uma ausência (Antônio Barbosa Bacelar)

Sinto-me, sem sentir, todo abrasado
No rigoroso fogo que me alenta;
O mal, que me consome, me sustenta;
O bem, que me entretém, me dá cuidado.

Ando sem me mover, falo calado;
O que mais perto vejo, se me ausenta,
E o que estou sem ver, mais me atormenta;
Alegro-me de ver-me atormentado.

a) Indique o radical das palavras destacadas em negrito no texto.
b) Forme famílias de palavras (no mínimo 3 palavras) a partir dos radicais das palavras sublinhadas no texto.
c) Indique o radical, a vogal temática e o tema das seguintes formas verbais presentes no texto:
         Abrasado:
         Atormenta:
2) Leia este texto:

Por que os gagos conseguem cantar normalmente?


Porque o texto e o ritmo da canção já estão memorizados por eles. Assim, o gago não sofre tanto com a expectativa de que vá errar ou não ser entendido pelas outras pessoas a seu redor. Ele não precisa se preocupar com a elaboração do discurso, nem com a reação de quem ouve, e canta com facilidade. (Marcelo Duarte. O guia dos curiosos – Língua Portuguesa. São Paulo, 2003. P.80)

a) Indique o que as desinências destacadas nos nomes e nos verbos a seguir informam. Veja o exemplo:

Ex: memorizad   s: gênero (masculino) e número (plural)

Gag  o:                                               Pessoa   s:                                                       Precisa va m:
Outr a s:                                             Erra r:

3) Indique os itens em que o elemento mórfico destacado está incorretamente analisado:

a) Manobr ista: sufixo
b) Históri a: desinência nominal (gênero)
c) Re avalia sse mos: prefixo, desinência verbal modo-temporal, desinência verbal número-pessoal
d) Sufoc a m: vogal temática
e) Tinta s: desinência verbal número-pessoal

4) Classifique os morfemas destacados no texto abaixo em prefixos ou sufixos, justificando:

A arca desconjuntada                                                Toda querendo sair
Parece que vai ruir                                                                    (Vinícius de Moraes)
Entre os pulos da bicharada

5) Qual o elemento comum a todas essas palavras? Descreva o processo que formou cada uma delas.
a) Empapelar:                                   b) Papelote:                        c) papel-jornal

6) Observe as palavras da manchete de jornal e responda ao que se pede:

“DESIGUALDADE: ONG anuncia criação de faculdade com maioria de alunos negros em SP” (Folha de S. Paulo, 08/05/2003)

a) Qual o processo de formação ocorreu na palavra desigualdade?

b) Qual o significado das siglas?

7) Leia este poema
Ceninha caseira

A família reunida
No almoço do domingo:
- Mãe, me dá laranjada.
- A laranja se acabou.
- Mãe, me dá limonada.
- O limão se acabou.

No almoço de domingo
Da família reunida
Ninguém pede amorada,
Que o amor, também se acabou.
(Sérgio Antunes. Relógio da sala. SP: Salesiana, 1986)

a) Qual o processo de formação das palavras laranjada, limonada e amorada?
b) Pelos primeiros versos, o que se espera que signifique amorada?
c) Qual o significado criado pelo poeta?

8) No poema a seguir, quais os dois processos de formação de palavras que predominam?
Enquanto o peixe-martelo
Bate: toque, toque, toque,
Peixe-serra vai serrado:
Roque, roque, roque, roque. 
(Milton Camargo. In: Poesia fora da estante. Porto Alegre: Projeto, 1999. p. 67)

9) Encontre no quadro e copie uma palavra que possa exemplificar cada um dos processos de formação indicados:

Girassol                    coaxar                        dentista
Zé                            cabisbaixo                  supersônico
pesca                       Embratel                     emudecer

a) Derivação parassintética:                                                 f) derivação sufixal:
b) Abreviação:                                                                        g) composição por aglutinação:
c) Derivação sufixal:                                                               h) composição por justaposição:
d) Sigla:                                                                                    i) derivação regressiva:
e) Onomatopeia:

10) Leia este poema: (Sérgio Caparelli. Tigres no quintal. Porto Alegre: Kuarup, 1997)
Minha bicicleta

Com minha bíci,
Eu roubo a lua
Pra enfeitar
A minha rua
Com minha bicí
Dou nó no vento
E até fantasma
Eu espavento [...]

a) Que processo de formação explica a forma bíci?
b) Que outras palavras você usa, formadas pelo mesmo processo?
c) Escreva mais dois exemplos de palavras formadas pelo mesmo prefixo ou mesmo radical da palavra bicicleta.

11) Leia o poema.

Super (Ulisses Tavares. Caindo na real. São Paulo: Brasiliense, 1984)
Superpopulação
Superpoluição
Superstição
Supertensão
Socorro, super-homem!!!

a) Qual o processo de formação da maioria das palavras desse poema?
b) Qual o elemento comum a todas essas palavras?
c) O que indica, no texto, o prefixo super ?
d) Por que motivo o poeta pede socorro ao super-homem?

2 comentários:

junior camarada disse...

Excelente atividade!!!

Meus alunos adoraram!!!

Tatiane disse...

Muito boa explicação, adorei!!!